No Dia Mundial do Meio Ambiente é preciso pensar na Educação Ambiental

No Dia Mundial do Meio Ambiente é preciso pensar na Educação Ambiental

a5affe10558c06bd398a674b8faf7b45

No Dia Mundial do Mundial do Meio Ambiente é preciso pensar na Educação Ambiental porque, sem ela, as mudanças necessárias para a conscientização das populações não acontecerão.

A Educação Ambiental é subdividida em formal e informal:

  • Formal: É um processo institucionalizado que ocorre nas unidades de ensino;

  • Informal: Se caracteriza por sua realização fora da escola, envolvendo flexibilidade de métodos e de conteúdos e um público alvo muito variável em suas características (faixa etária, nível de escolaridade, nível de conhecimento da problemática ambiental, etc.

bdde6c7ea9c4ae81ef8fd8b7749f74cfA principal meta da Educação Ambiental é desenvolver novas compreensões e habilidades, novos conhecimentos e motivações favoráveis à aquisição de novas mentalidades, atitudes e valores essenciais para que, na contemporaneidade possamos lidar com os principais problemas e questões ambientais objetivados a encontrarmos alternativas e soluções sustentáveis. Sugerimos aos pais e aos professores a leitura do livro A Escola Sustentável, de Lucia Legan.

 Princípios da Educação Ambiental:

1- Considerar o meio ambiente em sua totalidade, isto é, em seus aspectos naturais e criados pelo homem (político, social, econômico, científico-tecnológico, histórico-cultural, moral e estético).

2- Constituir um processo contínuo e permanente, através de todas as fases do ensino formal e não-formal.

3- Aplicar um enfoque interdisciplinar, aproveitando o conteúdo específico de cada disciplina, de modo que se adquira uma perspectiva global e equilibrada.

4- Examinar as principais questões ambientais, do ponto de vista local, regional, nacional e internacional, de modo que os educandos se identifiquem com as condições ambientais de outras regiões geográficas.

5- Concentrar nas condições ambientais atuais, tendo em conta também a perspectiva histórica.

6- Insistir no valor e na necessidade de cooperação local, nacional e internacional, para prevenir e resolver problemas ambientais.

7- Considerar, de maneira explícita, os aspectos ambientais nos planos do desenvolvimento e de crescimento.

8- Ajudar a descobrir os sintomas e as causas reais dos problemas ambientais.

9- Destacar a complexidade dos problemas ambientais e, em conseqüência, a necessidade de desenvolver o senso crítico e as habilidades necessárias para resolver tias problemas.

10- Utilizar diferentes ambientes educativos e uma ampla gama de informações para comunicar e adquirir conhecimentos sobre o meio ambiente, acentuando devidamente as atividades práticas e as experiências pessoais.

Educação Ambiental é imprescindível nos dias de hoje, quando a humanidade se depara com dificuldades globais decorrentes das políticas dos países mais desenvolvidos. Só teremos avanços nesta área quando as populações adquirirem consciência da necessidade de mudar hábitos. Nisso, a escola tem um papel preponderante !

Júlia Eugênia Gonçalves
Júlia Eugênia Gonçalves
Psicopedagoga há 37 anos, com formação em mestrado pela UFF./RJ. Carioca, moro em Varginha/MG desde 1996, quando fui contratada pela UEMG para participar de um projeto de formação de professores, depois de ter me aposentado da rede pública federal, onde atuava como docente no Colégio Pedro II. Pertenci ao Conselho Nacional da ABPp de 1997 a 2010. Presido a Fundação Aprender, em Varginha, instituição pública de Direito Privado, sem finalidades financeiras e de utilidade pública.Atualmente tenho me especializado em EaD e suas interfaces com a Psicopedagogia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>