O Papel das Avós na Educação dos Netos

O Papel das Avós na Educação dos Netos

arvore genealógica 2

As avós são nossa pré-história. Elas trazem para a vida dos netos relatos que muitas vezes os pais não não capazes de trazer porque desconhecem ou porque, com a vida agitada de hoje, não há tempo para o re-cordar, ou seja, para refazer as memórias.

Minha avó paterna não conheci. Ela faleceu antes de eu nascer. Guardo dela apenas duas recordações, : uma cadeirinha de balanço que servia para guardar alfinetes e agulhas e um livro de trabalhos manuais. Não tenho nenhuma foto, pois naquela época as fotografias eram raras. Meu pai não tinha muito a contar porque ficou órfão com apenas 8 anos de idade. Só sei que ela faleceu em função de um tétano, adquirido após uma cirurgia dentária. Por esse aspecto, podemos perceber como evoluímos cientifica e tecnologicamente !
Já minha avó materna foi muito presente em minha vida. Ela uma contadora de estórias que falavam das peripécias de Pedro Malasarte, da moura torta, da menina que foi enterrada pela madrasta embaixo da figueira… Eu ficava extasiada ouvindo aquelas narrativas, que impulsionaram minhas fantasias. Quando ela finalizava uma estória eu pedia: – conte outra. E ela dizia:  – ” entrou pela boca do pinto, saiu pela boca do pato, quem quiser que conte quatro”. Isso significava que a cota de estórias do dia havia se encerrado.
Hoje eu sou avó e isso me leva a pensar neste papel diante da educação dos netos. As avós podem falar sobre as trisavós e as bisavós, podem contar os casos da família, podem compartilhar as receitas culinárias guardadas há gerações e as manias que são, geralmente, repetidas em família. Elas compartilham segredos, anseios, alegrias e tristezas que envolvem o grupo.
avó conectadaAs avós de hoje em dia são mulheres que estão, em sua grande maioria, conscientes de seu papel social, já mantiveram ou ainda mantém atividades no mercado de trabalho e estão conectas com as novas tecnologias.
São as únicas capazes de refazer a árvore genealógica da família para que as crianças tenham acesso às informações sobre suas relações de parentesco. Lembro que a história pessoal é que permite que se abram as portas para a compreensão da história social, da história universal.
Por isso, proponho que realizem com  seus netos esta atividade: montar uma árvore genealógica. Anexo está um arquivo que tem espaço para 4 gerações no formato padrão familiar. Cada caixa possui um campo para o nome, data e local de nascimento dos familiares, mas você pode escolher a informação que deseja incluir. Os homens são comumente inseridos no lado esquerdo de cada ramo, e as mulheres à direita.   Siga o link http://0.tqn.com/z/g/genealogy/library/free_charts/Family_Tree.pdf para ter acesso ao arquivo editável. Você preenche on line com nomes  e fotos e depois imprime.
árvore genealógica

Use e abuse. Compartilhe suas lembranças com seus netos !

Júlia Eugênia Gonçalves
Júlia Eugênia Gonçalves
Psicopedagoga há 37 anos, com formação em mestrado pela UFF./RJ. Carioca, moro em Varginha/MG desde 1996, quando fui contratada pela UEMG para participar de um projeto de formação de professores, depois de ter me aposentado da rede pública federal, onde atuava como docente no Colégio Pedro II. Pertenci ao Conselho Nacional da ABPp de 1997 a 2010. Presido a Fundação Aprender, em Varginha, instituição pública de Direito Privado, sem finalidades financeiras e de utilidade pública.Atualmente tenho me especializado em EaD e suas interfaces com a Psicopedagogia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>